Dia de Portugal: Maratona de leitura d’Os Lusíadas

ilustração de André Letria

O Teatro D.Maria II vai assinalar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, com a leitura integral da epopeia de Camões online. A partir das 10:00 e ao longo de nove horas, no salão nobre do teatro, o ator António Fonseca dará voz aos versos d’Os Lusíadas numa transmissão via Facebook e Youtube do D.Maria II. Mais pormenores aqui.

Dia Mundial da Criança

O Dia Mundial da Criança, já na próxima segunda feira, será assinalado por várias entidades com atividades online associadas à leitura.

As BLX têm uma edição especial da hora do conto «Uma história por dia não sabe o bem que lhe fazia» com a seguinte programação: 11​h: Cornelius, de Leo Leonni, pela mediadora Maria José Leite; 12h: There was an old Lady who swallowed a Fly  – Child’s Play International, pela mediadora Rita Belchior; 13h: Estória estória…do tambor a Blimunda, de Celina Pereira, pela mediadora Vandiza Lopes; 14h: El Abuelo de Zulaimar, de Juan Carlos Méndez Guédez, pela mediadora Maria Santos Silva; 15h: C’est un chapeau,   de David Machado, pela mediadora Rute Teixeira; 16h: Catarina, o urso e o Pedro, de Christiane Pieper, pela mediadora Rita Belchior​.

No âmbito da programação «O D. Maria II em casa», o Teatro D. Maria II transmite, pelas 17h, mais uma edição do Clube dos Poetas Vivos, esta com a temática «Poesia & Sonho: As crianças é que sabem». A sessão «reúne poemas de poetas de várias línguas, que não os escreveram para as crianças, mas que as crianças entenderão melhor que ninguém, porque os porquês, a aventura, a liberdade, o riso, o sonho e a coragem, são o seu território natural. As leituras serão feitas pelas vozes de Catarina Loureiro, Cláudia Gaiolas, Crista Alfaiate, Manuela Pedroso, Marco Paiva e Teresa Sobral.» Nesse dia, na Salinha Online, serão lidas as obras Parece um pássaro, de David Machado, e «O pai que se tornou mãe», de José Eduardo Agualusa, um dos contos de Estranhões & Bizarrocos (11h).

O Programa de Educação para as Literacias – Letras Cores e Saberes terá um momento de leitura partilhada dos Direitos das crianças às 10h e, pelas 11:30, um encontro com as autoras da coleção Olimpvs.net, Ana Soares e Bárbara Wong.

O Teatro São Luiz transmite, pelas 17h, a Gala do Clube dos Críticos, que premeia um conjunto de espetáculos. Os críticos são uma turma do 4º ano da Escola Básica de São José e as categorias são, por exemplo, «Espetáculo que me deu mais fome», «Peça mais divertida que eu até fiz chichi nas cuecas» e até «Espetáculo que não chegámos a ver porque ficámos de quarentena».

«Cores» no centenário do nascimento de Ruben A.

«Todas as vezes que entrava numa sala onde estava gente ele fazia-se vermelho. »

Escolha uma cor. Vermelho? Conheça este protagonista solitário e tímido que cora por tudo e por nada. Azul? Saiba o que pode alguém fazer para ter sangue aristocrático. D. Branca preserva a virginal existência. Já o Senhor Roxo é vidente… O pequeno livro Cores é uma pérola de ironia e um boa forma de travar conhecimento com Ruben A. Contém 8 contos, cada um subordinado a uma cor.

Ruben Alfredo Andresen Leitão, ou Ruben A., faria hoje 100 anos (saiba mais sobre as comemorações do seu centenário aqui). Escritor, docente e historiador, distinguiu-se pela singularidade do seu imaginário, sendo conotado com o movimento surrealista, e pela veia irónica. Cores, de 1960, foi editado pela Assírio & Alvim em 1989. E a edição de bolso do seu romance A Torre da Barbela está disponível a partir de hoje nas livrarias, em suporte papel e digital.

Contar com o mar

Assinalando o Dia Europeu do Mar, divulgamos o o novo livro de Danuta Wojciechowska, Contar com o mar, desta vez dedicado às questões de proteção ambiental dos oceanos. Na esteira de outros trabalhos, a autora procura a colaboração do leitor, que é convidado a completar as páginas com texto ou ilustrações. Saiba mais sobre a obra aqui e aqui.

Concurso Nacional de Leitura em Voz Alta

Destinado às Bibliotecas Escolares, ainda vai a tempo de participar no Concurso Nacional de Leitura em Voz Alta. Até 31 de outubro de 2020, pode entregar os seus trabalhos.

A Maratona de Leitura em Voz Alta, promotora desta iniciativa, tem como objetivo estimular o gosto pela leitura em voz alta, e ao mesmo tempo, promover hábitos de leitura na comunidade. Para saber mais siga o link